segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Mini Ogrinho? Será?

Sexta-feira, meio da tarde e começa o enjôo característico, logo em seguida a dor na têmpora esquerda, um pouco mais e as luzinhas alucinógenas começam a piscar freneticamente diante de meus olhos. Finalmente experimentei os Cogumelos Australianos? NÃO, continuam bem guardados, mas era ela e terrível, a temida ENXAQUECA!!!!  Desta vez a bendita logo se tornou nível 9 e em pouco tempo estava infinitamente mais zureta que o normal.
Chego a casa, passo direto por menino, cachorro, gata e babá e sem sentir me jogo na cama no breu absoluto implorando que o mundo acabe numa jarra gigantesca de suco de melancia, eis que logo em seguida me surpreendo com HL, entrando nas pontas dos pés, e quase num sussurro perguntando?
“Mamãe, vc ta bem?” ao ouvir como resposta que estava numa crise horrível de enxaqueca meu pequeno prontamente me dá um beijinho super delicado na mãe e se prontifica:
“Deixa eu te ajudar mamãe. Vamos tirar este sapato, agora levanta um pouquinho a cabeça para tirar o crachá, agora os óculos escuros mamãe, que não é de manhã” enquanto falava baixinho ia realizando delicadamente as ações que descrevia... Me deu mais um beijinho e em seguida saiu do quarto. 
Nesta altura já estava encantada ao ver o quanto meu mini ogrinho conseguia ser carinhoso e delicado, mas consegui ser ainda mais surpreendida, minutos depois ele entra novamente no quarto trazendo a irmãzinha pela mão e ao chegar ao meu lado solta “Nine, agora dá um beijinho na mamãe, mas bem devargazinho que ela precisa de carinho para esta enxaqueca boba ir logo embora...”
E a sequência de carinhos se repetiu noite afora, a cada 10 minutos entrava perguntando baixinho se eu precisava de alguma coisa, se eu estava bem, como podia ajudar e o auge foi quando o moleque levanta no meio da madruga e vai até o meu quarto, ao me ver acordada apertando a cabeça com as mãos, prontamente me deita : “ mamãe, fica quietinha, deixa eu fazer massagem no seu pezinho que logo a dor vai embora” Tentei protestar que estava bem e que ele deveria ir dormir, mas nada demoveu meu pequeno mini ogrinho, e começou a massagear meus pés até que finalmente eu adormecesse. Ainda com dor, mas com a alma sorrindo...
 Sim, meu pequeno Ogrinho ficou velando meu sono até de manhã cedinho, quando papai acordou e ao procurar menino no quarto não encontrou ( Marido dormiu na sala pois o movimento dele no colchão retumba em minha cabeça enxaquecosa), encontrou ele no nosso quarto, adormecido sentadinho no chão, cabeça apoiada na cama e meus pés ainda no meio de suas mãozinhas.
 Snif snif snif... agora vô ali enxugar as lágrimas que meu ogrinho realmente conseguiu me emocionar desta vez

3 comentários:

  1. Oh Beta que delícia de amor, que sentimento enorme, quanto cuidado, quanta maturidade e preocupação. Parabéns você tem um tesouro em sua casa mais que valioso...beijos

    ResponderExcluir
  2. Zentemmmmm... que coisa mais fofaaaa do céu!!! Pedro tb é assim, definitivamente eles vão se dar muito bem! Acho que ele será um ótimo marido hein?! Que foooo! =))

    ResponderExcluir

Apesar de falar mais do que o homem da cobra, adoro quando vc também consegue falar! Então saí da moita e Pitaca a vontade...